ACUPUNTURA NA SAÚDE DA MULHER

Assim como os outros ramos da Medicina Tradicional Chinesa, a acupuntura aplicada à ginecologia e obstetrícia tem uma longa história. Os primeiros registros sobre a utilização da Medicina Chinesa na saúde da mulher datam da dinastia Shang, em 1.500 a.C.

Principais Indicações

GERAL

– Menstruação irregular
– Ciclo menstrual excessivamente curto ou longo
– Amenorréia
– Cólicas menstruais (dismenorréia)
– Síndrome do Ovário Policístico (SOP)
– Cistos e miomas
– Tensão Pré Menstrual (irritabilidade, tristeza, sensibilidade nos seios, inchaço, acne, compulsão alimentar, cefaléia, etc).
– Endometriose
– Alteração na libido
– Corrimento
– Candidíase de repetição
– Menopausa (oscilações emocionais, fogachos)

FERTILIDADE

– Dificuldade para engravidar sem causa aparente
– Obstrução tubária
– SOP e Endometriose
– Aumento da espessura do endométrio
– Estimular o crescimento de folículos
– Regular neutrotransmissores relacionados a ovulação
– Melhorar a vascularização uterina
– Aumenta a taxa de sucesso da FIV ou Inseminação
– No homem: melhoras a qualidade, quantidade e mobilidade dos espermatozoides

NA GESTAÇÃO

– Distensão mamária
– Retenção de liquido e formação de edemas
– Náusea e vômito
– Dor abdominal
– Sonolência e cansaço
– Ameaça de aborto
– Ansiedade e alterações emocionais
– Tontura
– Constipação e alterações intestinais
– Hemorróida
– Aumento da pressão arterial
– Dores em geral (cefaléia, dor lombar, pinçamento do nervo ciático, etc)
– Problemas digestivos (azia, digestão lenta)
– Câimbras
– Alterações no sono
– Acne
– Falta de concentração e memória
– Mal posição fetal (bebê pélvico ou transverso)
– Indução natural do trabalho de parto em gestações prolongadas ou com indicação de interrupção
– Retenção fetal em caso de aborto espontâneo

NO PARTO

– Auxiliar o trabalho de parto: tranqüilidade, relaxamento, analgesia, condução do parto em casos de parada de progressão (aumento da intensidade das contrações, dilatação, encaixe do bebê, retenção placentária, etc).
– Evitar trabalho de parto prematuro.

NO PÓS-PARTO

– Depressão pós-parto
– Oscilações emocionais
– Dor abdominal
– Edema
– Disfunções urinárias e intestinais
– Dores articulares
– Empedramento dos seios e mastite
– Estimular ou regular a produção de leite
– Cicatrização
– Emagrecimento

DEPOIMENTOS