Como melhorar o sono do bebê?

Primeiro, devemos entender que o bebê foi ancestralmente programado para dormir próximo dos pais, por volta da hora que o sol se põe, e acordar na hora que o sol nasce (o chamado “ciclo circadiano”, que fica mais consolidado após cerca de 4 meses). Dificilmente encontraremos registros de uma família se queixando dos despertares noturnos de um bebê antes do advento da energia elétrica (que nos faz ligar a luz artificial no momento que o corpo do bebê iria produzir melatonina a partir da escuridão) e da cultura do “tem que dormir no próprio berço para não ficar mal acostumado”, uma vez que dormiam todos juntos e no mesmo horário (assim, os pais aproveitavam aquele esticadão de sono que o bebê dá nas primeiras horas para dormirem também).

O contexto de vida moderno é altamente desfavorável ao sono dos seres humanos de forma geral, com alterações do ciclo circadiano (tendemos a dormir tarde e acordar tarde) e excesso de tecnologia (principalmente televisão e celulares) próximo ao horário de deitar. Em relação aos bebês, o uso de fórmulas lácteas (em detrimento do LM) também é um fator que pode afetar o sono noturno, pois o leite materno produzido no período da noite é rico em triptofano e melatonina, substâncias que ajudam induzir ao sono. 

Portanto, o que podemos fazer para afetar positivamente o sono dos bebês são as medidas de rotina e higiene do sono:
– Ter uma rotina previsível durante o dia e proporcionar um ambiente favorável para boas sonecas também. 
– Diminuir a luz da casa e priorizar brincadeiras tranquilas após 18h.
– Não fazer uso de telas pelo menos 2 horas antes do momento do sono (em crianças menores de 2 anos, de preferência não fazer o uso de telas em nenhum momento).
– Fazer um pequeno ritual com uma sequência de eventos relaxantes antes de deitar (por ex: janta – banho – ler historinhas – cantar – amamentar – embalar), etc.

Ainda assim, essas medidas podem não garantir que o bebê irá dormir a noite toda (ler os outros posts sobre isso), apenas que seu sono será otimizado p/ o melhor sono possível de acordo com a maturidade neurológica e necessidades daquela criança.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *