Produção de leite e estresse materno

Vamos entender um pouco a fisiologia da amamentação:

– A prolactina é o hormônio que define a PRODUÇÃO de leite. Esse hormônio começa a aumentar ainda na gestação e depois continuará sendo estimulado pela sucção do bebê.

– A ocitocina é responsável pela EJEÇÃO do leite, atuando antes e durante a mamada (existem vários reflexos de ejeção na mesma mamada). A ocitocina pode ser ativada pelo estímulo sensorial como ouvir o bebê chorar, lembrar do bebê, ver uma foto dele, etc. Mas, sobretudo, ela precisa de tranquilidade e confiança para ser liberada de forma adequada (por isso, uma mamada ou mesmo uma ordenha pode ser mais produtiva do que a outra).

O stress agudo (ou seja, uma situação ou um dia especialmente estressante) não tem o poder de afetar a capacidade de produção de leite da mulher, mas pode sim afetar momentaneamente o reflexo de ejeção de leite.

O importante é continuar amamentando e confiar que logo o organismo voltará ao normal, tentando manter a calma e a paciência nesse momento. A maioria dos casos será resolvido rapidamente e não será necessário fazer uso de outro leite! 🙏🏻

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *