11 semanas: novos desconfortos

Essa foi a semana em que compramos praticamente todos os móveis da casa nova, então fiquei bem por conta disso e de encaixotar minhas coisas no apartamento antigo. Além disso, acompanhei o primeiro parto como doula depois de já estar sentindo o mal estar da gravidez. Realmente, é difícil continuar no mesmo ritmo que antes, sobretudo as madrugadas viradas sem dormir. Os seios cresceram mais essa semana (tá ficando complicado dormir de lado pela sensibilidade extra e inchaço) e a barriga já está mais saliente.  Apesar da fome absurda que bate de vez em quando (alternadas com falta de apetite), tenho buscado optar por opções saudáveis, pelo menos dia de semana. Fim de semana fica mais difícil seguir uma dieta pela quantidade de eventos que temos pra ir: casamentos, chá de bebê de amigos, aniversários, etc. Estou tentando fazer atividade física regularmente, e inclusive estou surpresa por estar conseguindo pegar quase os mesmos pesos que antes de engravidar – só aumento os tempos de intervalo de descanso e fico de olho na frequência cardíaca. As roupas já estão se perdendo, as calças incomodam (algumas nem servem mais), todas as roupas apertadas dá vontade de jogar pela janela e o salto alto já começa a ficar inconveniente. Mas ainda não comprei nenhuma peça específica para gestante (acho que não vou conseguir adiar muito esse momento).

Ah, não poderia deixar de comentar:

1) os sonhos de grávida são os mais loucos.

2) a cada 3 dias vai te dar vontade de matar alguém (é sério isso) e uma coisa pequenininha vai tomar um proporção gigante.

3) as lágrimas saem com a facilidade de uma torneira pingando. Faz parte!

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *