Swaddle

O swaddle (mais conhecido como enrolar o bebê como um “charutinho”) é comumente indicado para o bebê recém nascido como parte do “pacote da exterogestação” (ou seja, ferramentas que lembrem o bebê do ambiente do útero materno), e ficou super difundido após o Dr. Karp (do best seller “O bebê mais feliz do pedaço”) recomendá-lo junto com outras técnicas. Por limitar os movimentos do bebê, há uma diminuição dos espasmos espontâneos que acabam despertando a criança, causando assim períodos mais longos de sono profundo. Funciona! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

No entanto, permanecer por menos tempo em sono profundo é justamente um mecanismo da natureza projetado para a própria segurança dos recém nascidos, que por sua fragilidade devem ser capazes de despertar ao menor sinal de perigo ou desconforto. Também pode ser fator de risco para a Síndrome da Morte Súbita, além de inibir movimentos exploratórios importantes do corpo do bebê (como colocar a mão na boca, coçar o olho etc)! Dependendo do modelo escolhido, também pode se soltar com facilidade e aumentar a chance de sufocamento, impedir que o bebê se mexa e se livre de algo que esteja obstruindo sua respiração, causar displasia no quadril (pela posição não fisiológica que as pernas do bebê ficam), causar hiperaquecimento, comprimir a parede torácica, etc!

Por último, ele só pode ser usado até o bebê dar sinais de rolar sozinho, ou seja, por poucos meses! Por isso, caso o bebê crie uma associação de só conseguir dormir bem com contenção de movimentos, em poucos meses isso se tornará um problema! ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Se mesmo assim você optar por usar, siga algumas normas de segurança e não deixe o swaddle frouxo (para não se soltar e apresentar risco de sufocamento) ou apertado demais (deixe-o apenas limitar o espaço, e não fazer contenção), e não embrulhe as pernas do bebê (permitindo que ele tenha amplos movimentos do quadril e dobre as pernas para cima e para os lados). O bebê deve ser deixado sempre de barriga pra cima, suspendendo o uso ao primeiro sinal de que ele consegue se virar sozinho!

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *