Você amamenta e seu seio está murcho?

Todo mundo já ouviu falar que o corpo produz leite conforme a demanda do bebê, né? É por isso que deixar o bebê plugado no peito em livre demanda, inclusive fazendo sucção não nutritiva (o famoso “chupetar”) ou mesmo ordenhar com a bomba ajudam a aumentar a produção, quando necessário! Mas como isso funciona na prática? Quando o leite é produzido no alvéolo e fica parado no ducto lactífero, vai acumular também um peptídio chamado “Fator de Inibição da Lactação” (FIL, para os íntimos)! 

Calma, deixa eu traduzir: quanto mais tempo seu seio permanecer cheio, menos leite o organismo irá produzir, pois vai entender que não está havendo tanta demanda assim. Quando o bebê mama, ele extrai esse inibidor e desencadeará a produção de mais leite! Se ele passa horas sem mamar naquele seio, o leite (e o FIL) permanece na mama e freia a produção! É assim que o corpo decide se deve aumentar ou diminuir a produção de leite. 

Por isso, se as mamas estão aparentemente murchas (pois estão sendo drenadas de forma eficiente e constante pelo bebê), ótimo! Elas estarem constantemente cheias causaria uma menor produção em médio prazo!! 

Ainda tem um detalhe: depois de alguns meses de amamentação, a eficiência do tecido mamário para segregar leite aumenta, permitindo a manutenção da produção ainda que as mamas aparentemente diminuam de volume! Peito murcho também é sinal de produção ajustada de acordo com a demanda do bebê, ao contrário dos primeiros meses, quando muitas vezes produzimos mais do que o suficiente e podemos ter problemas como ingurgitamento mamário, hiperlactaçao e mastite! Então, se após os 3 meses de vida do bebê o seu seio mudou o aspecto e não aparenta estar tão cheio quanto antes, é sinal de que está tudo nos conformes e que seu corpo está trabalhando lindamente, e não o contrário! ♥️

Marque uma mãe que precisa saber disso!

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *